Blog

9 Dicas para produção de conteúdo

9 Dicas para produção de conteúdo


No marketing digital a produção de conteúdo é um setor que exige atenção e se possível, diversos colaboradores que cuidem disto. A produção de conteúdo não é uma tarefa simples, mas vale muito a pena ter esta opção para intensificar as publicações nos canais da sua empresa.

Uma das dificuldades encontradas por quem deseja fazer a produção de conteúdo, é padronizar o estilo dos textos e o tipo de conteúdo que deverá ser publicado. Para te ajudar na tarefa de harmonizar o conteúdo e garantir profissionalismo ao seu trabalho, trouxemos este guia, com aspectos importantes para orientar a sua equipe!

1. Gramática
Parece uma dica óbvia, mas é um erro cometido com certa frequência. A Gramática é uma forma de estabelecer um padrão nas postagens. Uma escrita feita com atenção, acessível e correta faz toda a diferença!

Um manual de redação, pode dar um grande auxílio para a sua equipe. Por exemplo, você pode utilizar como base o Manual de Redação do Estadão, um dos mais utilizados por jornalistas, para fazer consultas rápidas e esclarecer dúvidas sobre gramática, a forma correta de abreviar pesos e medidas, o uso da crase, entre outras.

O ideal é que a partir disto, você vá criando o próprio guia da empresa! Com as abreviações, palavras que utilizam letras maiúsculas e outras peculiaridades.

2. Personas
Já falamos em outra oportunidade aqui no blog sobre a importância de criar personas para orientar a sua produção de conteúdo editorial. A partir do momento que você sabe para quem está produzindo, fica muito mais simples focar e decidir quais serão as pautas abordadas. Procure listar algumas dessas características que fazem a diferença no entendimento do conteúdo, por exemplo:

• Qual a idade do público leitor?
• Qual a escolaridade média?
• Que tipo de informação ele procura?

Muitas perguntas que surgem normalmente durante a redação de um post são facilmente respondidas se os colaboradores estão familiarizados com o perfil dos leitores.

3. Estilo e tom
Este tópico exige uma reflexão que irá variar para cada empresa. Aqui, você precisa pensar em qual será o direcionamento dado às suas publicações. Qual deve ser a “pegada” do seu texto? Pode utilizar senso de humor? O tom deve ser informal? Exige um caráter educacional, ou seja, mais didático? Tudo isto deve ser pensado! Você deve definir, por exemplo, se o texto pode ser redigido em primeira pessoa, se é permitido o emprego de jargões do seu setor, entre outros fatores que têm influência direta no estilo do conteúdo.

Se existem ainda características de estilo que o seu blog não deva apresentar de jeito nenhum, é recomendado listá-las para deixar mais claro possível o tom desejado.

4. Estrutura de conteúdo
Além de deixar claro para seus colaboradores como empregar melhor os termos, para quem escrever e com que estilo, também é de grande valia orientar a equipe a respeito das diversas estruturas de conteúdo que podem ser utilizadas.

Dentre as opções abaixo, quais seriam interessantes ter em seu blog?
• Guias de como fazer
• Lista de melhores/maiores
• Debates sobre temas controversos
• Conteúdos divididos em série
• Notícias sobre sua empresa ou setor
• Entrevistas com profissionais de destaque da área
• Infográficos
• Resenhas sobre produtos ou serviços
• Listas de prós e contras de algum tema
• Conteúdo em áudio
• Conteúdo em vídeo

À medida que você for descobrindo novos formatos de disponibilizar o conteúdo e, principalmente, que perceba que tem boa aceitação, incremente a lista com novas ideias.

5. Imagens
Você também precisa pensar na padronização das imagens. O ideal é que a sua empresa possua um banco de imagens próprias, mas isto geralmente não acontece. Lembre-se de fazer o uso de imagens públicas, ou dê a autoria do material que está sendo utilizado!

É importante também detalhar o tamanho em que as imagens devem ser utilizadas, onde devem ficar hospedadas e como elas podem ser disponibilizadas ao longo do material.

6. Formatação
Além do uso de imagens, procure detalhar outros aspectos de formatação do conteúdo, como: em que casos o texto deve ser destacado em bold ou itálico.

Lembre-se que o ideal é que a leitura seja fácil e rápida, deixe isso sempre como lembrete para a sua equipe! Nada de parágrafos muito extensos ou colocações difíceis de serem entendidas.

7. Fontes recomendadas e não recomendadas
Para produzir conteúdo de qualidade, certamente você deve recorrer a blogs, sites e até livros como referência. Esses materiais, vez ou outra, podem ser citados, sempre que houver necessidade e você quiser enfatizar alguma citação ou tópico em especial.

Facilite o trabalho dos colaboradores e faça uma lista de referências, com sites e blogs que podem servir de referência.

Também é de grande utilidade fazer uma seleção à parte dos sites do seu mercado para vocês ficarem por dentro do que está sendo falado por aí. Você pode ainda listar os sites que não valem a pena acompanhar, bem como temas polêmicos e tipos de opiniões que devem ser evitados nos textos.

8. Dê exemplos de como fazer e como não fazer
Uma das dicas que pode ajudar bastante, é mostrar o que não dá certo. O que não deve ser feito, o que não deve ser dito. Deixe isto em evidência para seus colaboradores, tudo deve ser bem didático.

Quanto mais específico for o guia, maior a chance de ter o estilo do blog incorporado no processo de criação de seus colaboradores e, por consequência, de ter um conteúdo mais harmonioso e profissional.

9. Dica extra: checklist da publicação
Para agilizar todo o processo de publicação, deixe documentado todos os passos do processo. Isso vale tanto para onde e como as imagens devem ser hospedadas, como para lembrar do preenchimento do título da página, de títulos e subtítulos (headings), da meta description, da inclusão do “leia mais” para evitar que o post seja exibido por completo na home, etc.

Estas dicas podem parecer pequenas e obvias, mas quem está começando no ramo de produção de conteúdo precisa estar atento em todos os detalhes. Quando se trata de padronizar o estilo e a formatação de um blog, dedicar-se a ensinar o método pode fazer a grande diferença no resultado final.

> 4 Formas de produzir conteúdo original e gerar mais tráfego